quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Mulher Beirã



Já tarde na vida o que aprendeste?
Infortúnio a mais… vida penosa,
Desabrocha em ti mais uma rosa,
Coração humilde… assim viveste!

És tu… sim mulher! Pura e serena,
Que se afasta ou se entrega num instante,
Com tua ira repentina e constante,
Voga agora na alma de um poema!


Tuas rugas… sorrisos que me deste,
Anda as devagar… mas tu vieste!
Subindo desd’o forno ao Pendão!


Sulcos que demonstram tua idade,
Pelos Linhares vogando a saudade,
Vais enchendo de amor meu coração!

Carlos J. Pereira in “Retalhos da tua mente… Também da minha”, pág. 109

sexta-feira, 14 de julho de 2017

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Mirandela


Mirandela é uma cidade portuguesa da Região Norte, sub-região de Terras de Trás-os-Montes, situada nas margens do Rio Tua. É sede de um município com 658,96 km² de área e 23 850 habitantes (Censos 2011), subdividido em 30 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Vinhais, a leste por Macedo de Cavaleiros, a sul por Vila Flor e por Carrazeda de Ansiães e a oeste por Murça e Valpaços.

Caladunum era o antigo nome da atual cidade de Mirandela. O rei Dom Afonso III deu à localidade de Mirandela a carta de foral a 25 de Maio de 1250. Foi elevada a cidade a 16 de Maio de 1984. A 29 de Março de 1919, a então Vila de Mirandela foi feita Oficial da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito.

A cidade localiza-se no Vale do Rio Tua, numa zona aplanada de solos muito férteis onde se cultivam oliveiras. À sua volta, encontram-se muitos montes e, por essas razões, em Mirandela verifica-se um microclima caracterizado por Verões abafados e quentes, que lhe dão a alcunha de Terra Quente Transmontana. A cidade encontra-se a uma altitude de 210 metros a 280 metros. O solo de Mirandela é predominantemente xistoso.

A viagem foi muito rápida portanto vão aqui apenas 1 hora de imagens.















terça-feira, 15 de novembro de 2016

Arroz de Míscaros com Frango do Campo e Alho Francês



Ingredientes:
(quantidades dependem do numero de pessoas e do gosto pessoal)
- Cebola
- Alho
- Azeite
- Folha de Louro
- Míscaros
- Frango
- Alho Francês

Execução:
Coloque um pouco de azeite numa panela, pique a cebola e o alho, junte a folha de louro e coloque a refogar. Quando estiver alourado, coloque os míscaros, um pouco de água e deixe cozinhar. Coloque sal a gosto e se quiser, uma malagueta pequena. Quando os míscaros estiverem a meia cozedura, ajuste a água, coloque o frango do campo em partes pequenas e passados cinco minutos, o alho francês cortado às rodelas. Quando estiver cozinhado, ajuste a água e coloque o arroz. Deixe cozinhar e quando o arroz estiver bem cozinhado, está pronto a servir.
Bom apetite…

Arroz de Míscaros com Frango do Campo e Alho Francês



Ingredientes:
(quantidades dependem do numero de pessoas e do gosto pessoal)
- Cebola
- Alho
- Azeite
- Folha de Louro
- Míscaros
- Frango
- Alho Francês

Execução:
Coloque um pouco de azeite numa panela, pique a cebola e o alho, junte a folha de louro e coloque a refogar. Quando estiver alourado, coloque os míscaros, um pouco de água e deixe cozinhar. Coloque sal a gosto e se quiser, uma malagueta pequena. Quando os míscaros estiverem a meia cozedura, ajuste a água, coloque o frango do campo em partes pequenas e passados cinco minutos, o alho francês cortado às rodelas. Quando estiver cozinhado, ajuste a água e coloque o arroz. Deixe cozinhar e quando o arroz estiver bem cozinhado, está pronto a servir.
Bom apetite…

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Estrangeirismos à parte, boa Noite das Bruxas...

Reza a lenda que na véspera do Dia de Todos os Santos os mortos descem à terra, portanto estrangeirismos à parte, boa Noite das Bruxas...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...